Crítica: Exposição “Barroco – Brasil / Itália – Prata e Ouro”, exibe martírio na forma de beleza

“Para trazer ao feno
o senso da escultura,
concentro-me: sou boi.” Carlos Drummond de Andrade

prata-ouro-brasil-italia

Os românticos já choravam, os hebreus já choravam e os barrocos também. Por trás dessa ideia de sofrimento a redenção como combustível para a esperança humana. No caso da exposição “Barroco – Brasil / Itália – Prata e Ouro” oferecida pela Casa Fiat de Cultura em Belo Horizonte, ocorre uma divisão entre a arte dos napolitanos, talhada com o primeiro material, e a dos homens das Minas Gerais, com a madeira e o segundo. Além de exibirem figuras santas, deixam clara a capacidade artística de extrair do martírio o belo, e talvez nisso a chave para suportar as idiossincrasias da vida e do universo.

Embora os curadores afirmem que o material é mero contingente na construção desta arte tão antiga quanto tecnológica, a de esculpir, a sensação de se deparar com uma figura humana de prata raramente alcança o calor das de madeira. Se a frieza talvez seja obra dos italianos é inegável a capacidade do gênio de Aleijadinho para aproximar-se da mão de Deus na arte barroca de sugerir olhos, bocas, mãos, tato, visão, sede e paladar. Talvez falte ao criador supremo alguma falta que sobre em Aleijadinho, grande destaque da edição. Mestre de Piranga e Alfredo Ceschiatti acrescentam com obras de impacto.

exposicao-casa-fiat-cultura

Raphael Vidigal

Imagens: “Sant’Ana Mestra”, escultura de Aleijadinho; e “San Domenico”, escultura de Giuseppe Sanmartino, respectivamente.

Compartilhe

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on linkedin
LinkedIn
Share on email
Email

Comentários pelo Facebook

14 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Recebas as notícias da Esquina Musical direto no e-mail.

Preencha seu e-mail:

Publicidade

Quem sou eu


Raphael Vidigal

Formado pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, atua como jornalista, letrista e escritor

Categorias

Já Curtiu ?

Amor de morte entre duas vidas

Publicidade