Roberto Carlos – Esse Cara Sou Eu & Furdúncio

“Só não é dele a tua tristeza, ó minha triste amiga!
Porque ele não a quer.” Manuel Bandeira

Esse Cara Sou Eu

Roberto Carlos, Rei das românticas e da Jovem Guarda, volta a compor músicas novas. Espere aí, devagar com o andor que o santo é, esbarro… Talvez o plural dispense a realidade.

Novas? Sim, do ponto de vista conceitual, as músicas são novas, pois embaladas por ineditismo de palavras naquelas circunstâncias, título e notas. Mas se prestarmos atenção ao essencial, a estrutura é exatamente a mesma de repetíveis primaveras a cantada do Rei em “Esse Cara Sou Eu”, divulgada em larga escala através de “Salve, Jorge”, novela das nove da Rede Globo com autoria de Glória Perez.

No entanto, antes que se atirem as pedras ao santo sacrificado, a Madalena em plena praça tratada como escória, é possível dizer: Roberto Carlos volta a compor música nova.

“Furdúncio”, um funk melody também trabalhado para estrear na novela que tem Nanda Costa como protagonista (aquela que reviveu a cantora Dolores Duran em seriado), é tentativa não atrevida, mas original, de adentrar ritmos novos e vocábulos inutilizados no dicionário informal de Roberto Carlos.

Com essas duas composições, o autor de versos imperfuráveis diante do tempo como “Se chorei ou se sorri, o importante é que emoções eu vivi”, e “Nossa Senhora, me dê a mão, cuida do meu coração”, reaparece com cajado em riste e abre o Mar Vermelho. Todos conhecem a história, o que não a faz menos espantosa.

Roberto Carlos Música

Raphael Vidigal

Compartilhe

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on linkedin
LinkedIn
Share on email
Email

Comentários pelo Facebook

6 Comentários

  • Raphael Vidigal…Mineirinho musical, passeia por todo cenário da música brasileira, com simplicidade, sem preconceitos mas com muita elegância, típico de quem sabe o que faz!!!!<3

    Resposta
  • ACOMPANHO OS TRABALHOS DO REI DESDE A DÉCADA DE 60(TENHO 63 ANOS)E GOSTEI (ESSE CARA SOU EU)MAS, CONTINUO CURTINDO AS +ANTIGAS.ROBERTO CARLOS O INIMITÁVEL.ABRAÇOS.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Recebas as notícias da Esquina Musical direto no e-mail.

Preencha seu e-mail:

Publicidade

Quem sou eu


Raphael Vidigal

Formado pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, atua como jornalista, letrista e escritor

Categorias

Já Curtiu ?

Siga no Instagram

Amor de morte entre duas vidas

Publicidade