O sonho de amor de Zé da Luz

“Rezam meus olhos quando contemplo a beleza.
A beleza é a sombra de Deus no mundo.” Helena Kolody

Modigliani é um dos pintores italianos mais reconhecidos

Zé da Luz afunda as botinas roxas na lama onde o carro morre, e também os sonhos. Qual detém o maior peso? O mais sublime peso? Maciço e irregular varia sob nossas patas, insetos ou aves, pouco importa, nada importa, voamos ao redor de luzes, e Zé com a sua lanterna de séculos ilumina nossas caras magras. Os dedos indicam povos, pivôs, palcos, perfídias e pururucas, mas é muita volta para pouco laço, muito cadarço e faltando sapato. O saber aristotélico aristocrático erótico asiático dessa gente de olhos claros, sotaque puxado para o alemão na roça, paulista na cidade, ribanceira duma enseada que inevitavelmente naufraga, ou naufragará rebentando o bucho o bicho a broa de fubá enrolada num papel jornal. Improvável. Tímido como uma tartaruga é difícil lhe arrancar palavra: Zé da Luz: e o sonho.

É que fala através de notas, não escolares, mas acordes, nem que ele durma, vive no mundo da música. Ausente de leis e regras óbvias, lógicas, tecnocráticas. Revigora a áurea entalada na garganta, o osso da galinha de Alcântara: árabe: um mais um é igual a quatro. Ele é calado, nada se expressa, não sobe em árvores: Zé da Luz: e o sonho. É que se vocês continuarem apostando nas mesmas estratégias, de guerra, elas serão fartas, mais do que satisfeitas, mas cheias de suas pretensas e obtusas soluções práticas. Não há nada mais vulgar do que uma solução prática: seja no mundo dos anjos: ou das criadas: das efemérides: ou das mulatas: mudança de clima: sabor: pala. Vira-lhe as costas e suas costelas seguem comidas por vírus e bactérias, garças. Zé quando manca prevê o futuro: da Luz: sonho.

Modigliani ficou famoso por seu estilo único

Raphael Vidigal

Imagens: Obras de Modigliani.

Compartilhe

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on linkedin
LinkedIn
Share on email
Email

Comentários pelo Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Recebas as notícias da Esquina Musical direto no e-mail.

Preencha seu e-mail:

Publicidade

Quem sou eu


Raphael Vidigal

Formado pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, atua como jornalista, letrista e escritor

Categorias

Já Curtiu ?

Siga no Instagram

Amor de morte entre duas vidas

Publicidade

PHP Code Snippets Powered By : XYZScripts.com