12 videoclipes que já fizeram história

“A imagem inteligente é uma das formas que o cinema tem de ser profundo.” Luis Fernando Veríssimo

Videoclipes históricos no Brasil e no mundo

Aquele do Michael Jackson virando zumbi, do Freddie Mercury com roupas femininas ou, ainda, o do Raul Seixas cercado por relógios são exemplos de casos onde as músicas podem ser mais lembradas pelas imagens do que pelos sons. “Thriller”, “I Want to Break Free” e “Tente Outra Vez” continuam sendo belas canções, mas fica difícil avaliar se o impacto seria o mesmo se não fosse pelos videoclipes.

1929 – “Um Homem com uma Câmera”, Dziga Vertov
O filme que se tornou ícone da vanguarda russa dos anos 20, feito praticamente só de imagens e dirigido por Dziga Vertov, é considerado o precursor da linguagem do videoclipe.

1957 – “Jailhouse Rock”, Elvis Presley
Terceiro longa-metragem estrelado por Elvis Presley, ele também teria influenciado, com suas sequências musicais, o formato do videoclipe.

1964 – “A Hard Day’s Night”, dos Beatles
No auge da Beatlemania os garotos de Liverpool criavam vídeos musicais para participar de vários programas de TV ao mesmo tempo. O filme de 64 mostra essa rotina.

1975 – “Bohemian Rhapsody”, do Queen
Primeiro videoclipe da história, ele é assim definido por ter sido lançado com o objetivo de divulgar um disco, “A Night of the Opera”, o quarto da banda britânica.

1975 – “América do Sul”, com Ney Matogrosso
No mesmo ano foi ao ar, pelo programa “Fantástico”, o primeiro videoclipe brasileiro, com “América do Sul”, música de Paulo Machado cantada por Ney Matogrosso.

1980 – “Video Killed the Radio Star”, do The Buggles
Com a estreia da MTV, o formato do videoclipe conheceu o seu primeiro auge. O primeiro transmitido pela emissora foi “Video Killed the Radio Star”, do duo britânico The Buggles.

1983 – “Thriller”, de Michael Jackson
Marco absoluto na história dos videoclipes, a superprodução empreendida pelo astro pop contou com a direção do cineasta John Landis. Em seus 14 minutos de duração, Michael Jackson “vivia”, literalmente, as situações descritas na música.

1989 – “Like a Prayer”, de Madonna
Tido como o mais polêmico videoclipe de Madonna, as cenas mostram a artista envolvendo em beijos um santo negro, cruzes sendo queimadas e um corel gospel onde a protagonista exibe um generoso decote.

1990 – “Freedom! ’90”, de George Michael
Dirigido pelo então estreante David Fincher, depois consagrado pelo filme “Clube da Luta”, o libertário clipe de George Michael reuniu as quatro supermodelos da época: Cindy Crawford, Linda Evangelista, Naomi Campbell e Christy Turlington.

1990 – “Garota de Ipanema”, com Marina Lima
O primeiro clipe exibido pela MTV Brasil foi justamente o clássico de Vinicius de Moraes e Tom Jobim, cuja música brasileira até então mais executada da história era interpretada por Marina Lima.

2015 – “Hello”, de Adele
Lançado por Adele em 2015, o videoclipe de “Hello” deu início ao novo auge do formato, e se tornou o mais visualizado em suas primeiras 24 horas no YouTube, com 27,7 milhões de cliques.

2017 – “Sua Cara”, com Anitta e Pablo Vittar
Já a parceria de Pablo Vittar e Anitta colocou o Brasil neste ranking, ao se tornar o sétimo mais visualizado no YouTube em suas primeiras 24 horas, com 17,8 milhões de cliques.

Michael Jackson revolucionou o gênero

Raphael Vidigal

Publicada no jornal O Tempo em 24/09/2017

Compartilhe

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on linkedin
LinkedIn
Share on email
Email

Comentários pelo Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Recebas as notícias da Esquina Musical direto no e-mail.

Preencha seu e-mail:

Publicidade

Quem sou eu


Raphael Vidigal

Formado pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, atua como jornalista, letrista e escritor

Categorias

Já Curtiu ?

Siga no Instagram

Amor de morte entre duas vidas

Publicidade

PHP Code Snippets Powered By : XYZScripts.com