Artes Plásticas: Juarez Machado

“Você pergunta se eu conheci outro amor que não o platônico. Sim e não. Se a questão me tivesse sido colocada de outra forma: ‘Você experimentou a felicidade de um amor completo?’, minha resposta seria: não, não e não! Mas pergunte-me se sou capaz de compreender a força imensa do amor, e eu lhe direi: sim, sim e sim!” Tchaikovsky

Artes Plásticas

O traço recôndito de Juarez Machado, entre o histriônico e o escracho, circunda as formas minguadas e cheias do copo humano. Corpos escravos: Ora lunares, outrora sois paio, os narizes enamorados por luzes e tentações aromáticas seduzem os apreciadores do prato servido pelo artista plástico, mímico e escultor acrobático.

Falo isto de pestana baixa, pois o circular arrebol a que se configura a língua da madame logo tocará o rabo do gato. Ou será o contrário? Sonego uma contra-árida paisagem de elegantes bailes em meio a orgia de flores, e medo. Medo, esta palavra fingida: talvez seja a chave do cadeado.

A expressão dos mascarados de Juarez Machado é de medo, desdém ou contrato? Uma necessidade em Oscar Wilde de se fustigar a fantasia e dispensar a realidade, ou ela é assim tão assustadora. Ventre pergunta e responde: o filho precisa colo, mas só há o leite materno e morno ao alcance da boca.

Suspensas na superfície do nada, as pernas bem torneadas e gordas das cicatrizes de Juarez Machado, fulo e fático, leniente e lunático, nos põe em contato com a dança pagã da entrada, cobrando juros e correção monetária, na saída – encruzilhada – temos o dedo apontado na cara. E durma com um baralho destes na manga. Ou o barulho deles na cama.

artista plástico Juarez Machado

Raphael Vidigal

Publicado no jornal “Hoje em Dia” em 24/10/2012.

Compartilhe

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on linkedin
LinkedIn
Share on email
Email

Comentários pelo Facebook

4 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Recebas as notícias da Esquina Musical direto no e-mail.

Preencha seu e-mail:

Publicidade

Quem sou eu


Raphael Vidigal

Formado pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, atua como jornalista, letrista e escritor

Categorias

Já Curtiu ?

Amor de morte entre duas vidas

Publicidade