Ivete Sangalo (Axé)

“a música delas parecia sempre a mesma, gelatinosa, suingada, submersa.” Truman Capote

Axé Music

Ivete Sangalo, pernas grossas, voz saborosa, pique imbatível, porque não me conquistas? Ivete Sangalo, domina o ritmo, o público, a massa, move montanhas, coliseus, mares. Embaixo, embasbacados rugem ao sinal de ataque.

Rainha do Axé, assim entronada desde a abertura dos portões por Daniela Mercury, conterrânea. Bahia, terra de mar salgado, gente alegre, músculos frenéticos, libido balançante.

Não há como discutir a potência da voz, a irreparável técnica, a riqueza de movimentos que empenha em cena, embora repetitivos, tradução perfeita da música a fugir da língua.

Ivete Sangalo é uma cantora tremenda, perfeita, se esquecermos a letra, nos ativermos ao frenesi que provoca os quadris, os pés, se leva. É uma pena. Lamento. Porque o Axé tem mais a oferecer do que o que mostra Ivete.

A opção pelo fácil, vendável, digerível, é legítima.
Como este tiro que lhe envio com flores e carícias.

Ivete Sangalo Real Fantasia

Raphael Vidigal

Compartilhe

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on linkedin
LinkedIn
Share on email
Email

Comentários pelo Facebook

8 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Recebas as notícias da Esquina Musical direto no e-mail.

Preencha seu e-mail:

Publicidade

Quem sou eu


Raphael Vidigal

Formado pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, atua como jornalista, letrista e escritor

Categorias

Já Curtiu ?

Siga no Instagram

Amor de morte entre duas vidas

Publicidade

PHP Code Snippets Powered By : XYZScripts.com