Documentário da Cantora Ke$ha na MTV

Kesha.jpg

A cantora Ke$ha expressa, já no nome, o desejo por gordos cifrões. Essa é a receita infalível para quem sobrevive estritamente do universo pop, no concernente à alta quantia monetária que ainda gira, mesmo após a decaída das grandes gravadoras em vista da explosão do universo cibernético de livre acesso às canções.

Com sua mistura de eletrônica e rap, a artista teve uma ascendência meteórica na carreira, algo bem comum para quem transita em tal meio. No entanto, com a mesma velocidade que o mundo pop constrói teus ídolos, também é capaz de destruí-los. Agora, a rede de televisão especializada em música, MTV, promete lançar série de documentários sobre a vida de Ke$ha.

O que de tão interessante existe na rotina e no trabalho da intérprete, é um mistério, desvelado pela intolerante fome dos publicitários do ramo em lucrar, incessantemente, com produtos de ordem medíocre. Ao menos se os avaliarmos do ponto de vista artístico. E mesmo segundo a cultura de massa, Ke$ha não tem lá muito a oferecer.

Na verdade, representa as ávidas obsessões de garotas e garotos em vias da adolescência, resistindo a adentrar o mundo jovem (que seja) sem a mochila de mimos nas costas. E o que representa esse cenário pálido é algo altamente artificial e desprovido de identidade, onde a evolução da tecnologia prejudica qualquer “tentativa” de cantar de fato.

Kesha-MTV.jpg

Raphael Vidigal

Compartilhe

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on linkedin
LinkedIn
Share on email
Email

Comentários pelo Facebook

1 Comentário

  • Além de ‘Ke$ha’ (nome artístico terrível) se sentir a cantora top da balada com glitteres no olho e apelos sexuais, as músicas não tem o menor sentido. Até eu canto bem com 500 efeitos de djs e acredito que não vá me acrescentar em nada um documentário de gente fútil.
    adorei o texto, Raphael, parabéns!

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Recebas as notícias da Esquina Musical direto no e-mail.

Preencha seu e-mail:

Publicidade

Quem sou eu


Raphael Vidigal

Formado pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, atua como jornalista, letrista e escritor

Categorias

Já Curtiu ?

Siga no Instagram

Amor de morte entre duas vidas

Publicidade