Caderno H2O – 22/07/2016

“… palavras agrupam-se de súbito como para uma
procissão ou dança sem pedir-me ordem ou conselho.” Marie Noël

PALAVRA

Coloque um preço
Quanto vale esta palavra?
Na soma da matemática
Ou na subtração dos átomos

Quanto vale esta palavra?
O pescoço é de girafa
Nada rápida como uma alga

Quanto vale esta palavra?
Qual o peso, a largura, o tamanho?
Um prédio de Niemeyer ou a cordilheira dos Andes?

Quanto vale,
Vala,
Relva.

Toda arte,
Coma,
Destra.

Na esquerda da política
Ou na conjugação dos verbos

Esta palavra não presta.

Desconstrução anatômica
Escolhi cada palavra escrever
Minha aspiração ser poeta
Mas pressa vida não se dá jeito
A não ser pela desconstrução anatômica.

Encanto
Um encantamento fugidio
E cáustico
No campo magnético
Do intocável

Convencimento
Convenci-me de que sou poeta
Quando comecei a solver rimas pobres
E adotei meu ar
Arrogante-esnobe

o sol dos poetas
o som é para todos
o sentido
apenas a fresta

Ensino médio
A poesia precisa ser simplificada.
Precisa de tônica, vodca,
E de palmada.

A poesia precisa ser compreendida.
Precisa de fônica, cinta,
E de pomada.

A poesia precisa servir para o mercado de trabalho.
Precisa de lentes de aumento, salário,
E de palmilha.

A poesia precisa entender o poeta
Esse sujeito abscesso, falido,
De palmas dadas
Caminham os dois
(não há acordo)
em desatino,
e desalento.

EnsinoMedio1

Poemas de Raphael Vidigal.

Ilustrações, feitas especialmente para essa coluna, por Cristiano Bistene.

Compartilhe

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on linkedin
LinkedIn
Share on email
Email

Comentários pelo Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Recebas as notícias da Esquina Musical direto no e-mail.

Preencha seu e-mail:

Publicidade

Quem sou eu


Raphael Vidigal

Formado pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, atua como jornalista, letrista e escritor

Categorias

Já Curtiu ?

Amor de morte entre duas vidas

Publicidade