8 encontros musicais marcantes entre brasileiros e latinos

“A poesia e a literatura criam comunhão, e a gente descobre que é igual ao outro.” Rubem Alves

Idealizado pelo crítico musical Carlos Albuquerque, o festival Ultrasonidos teve a sua primeira edição realizada em junho deste ano, no Rio de Janeiro. Com o intuito de promover encontros entre músicos brasileiros e os seus vizinhos latino-americanos, a iniciativa levou ao palco apresentações de Alice Caymmi com a chilena Yih Capsule, MC Carol com o equatoriano Ataw Allpa e Aori com o colombiano Las Hermanas, entre outros. Aproveitando o ensejo, relembramos 8 encontros musicais marcantes entre brasileiros e latinos.

MILTON NASCIMENTO & MERCEDES SOSA
Considerada uma das mais importantes cantoras argentinas de todos os tempos, Mercedes Sosa tinha ótima relação com o Brasil, que passou a ser construída a partir de 1976, quando gravou com Milton Nascimento a folclórica “Volver a Los 17”, da chilena Violeta Parra, no álbum “Geraes”, do mais mineiro dos cariocas. Mais tarde, ela também gravaria “San Vicente”, de Milton e Fernando Brant, e “Cio da Terra”, de Milton e Chico Buarque.

CHICO BUARQUE & PABLO MILANÉS
A amizade entre Chico Buarque e o músico cubano Pablo Milanés começou em 1978, quando o brasileiro esteve em Cuba para ser jurado do prêmio Casa de Las Américas, ao lado de nomes como o escritor colombiano Gabriel García Márquez. Em 1985, Chico participou do disco gravado por Milanés. Mas o maior fruto da parceria foi a versão de Chico para “Yolanda”, composta por Milanés e que se tornou um grande sucesso de ambos.

OS PARALAMAS DO SUCESSO & FITO PÁEZ
Nos anos 90, uma banda brasileira fazia muito sucesso na Argentina. O trio formado por Herbert Vianna, Bi Ribeiro e João Barone respondia pelo grupo carioca Os Paralamas do Sucesso. Assim, em 1991, eles iniciaram uma parceria de sucesso com o cantor e pianista argentino Fito Páez. Depois de participar com a faixa “Trac Trac”, no álbum “Os Grãos”, Páez voltou a se encontrar com os brasileiros no disco ao vivo “Vamo Batê Lata”, em 1995.

MARIA BETHÂNIA & OMARA PORTUONDO
Nascida em Havana, em 1930, Omara Portuondo se consolidou como uma das grandes cantoras de Cuba, interpretando boleros e se apresentando ao lado de nomes como Nat King Cole e Chucho Valdés. Em 2008, foi a vez de outra grande cantora brasileira se encontrar com Omara. A parceria entre Maria Bethânia e Omara foi eternizada no álbum lançado em 2008 pela Biscoito Fino, e trazia no repertório músicas nos idiomas das duas cantoras.

MARISA MONTE & JULIETA VENEGAS
Uma estatueta do Grammy e cinco do Grammy Latino enfeitam a sala de Julieta Venegas. Com prestígio internacional, a cantora, compositora e instrumentista mexicana jamais escondeu a sua admiração pela música brasileira. Em 2008, isso ficou mais claro, quando ela recebeu a brasileira Marisa Monte em seu disco “Acústico MTV”, gravado na Cidade do México. As duas cantaram juntos “Ilusión”, e depois repetiram o dueto em 2013.

IVETE SANGALO & SHAKIRA
Foi no Rock In Rio de 2011 que a baiana Ivete Sangalo e a colombiana Shakira dividiram o palco pela primeira vez, cantando a clássica “País Tropical”, de Jorge Ben Jor. Um ano depois, a parceria se estendeu, com Shakira participando do álbum “Real Fantasia”, de Ivete. As duas gravaram juntas o hit “Dançando”, que também rendeu um videoclipe ambientado na Bahia e no Rio de Janeiro. O vídeo supera 380 mil visualizações na internet.

ANITTA & MALUMA
A incursão de Anitta pelo mercado latino-americano teve uma parada importante na Colômbia, quando a brasileira gravou um videoclipe com o cantor e compositor Maluma. Lançado em 2016, “Sim Ou Não” alcançou sucesso nas redes, com sua aposta na conhecida sensualidade da brasileira. As cenas quentes do vídeo logo geraram especulações que depois foram confirmadas por Anitta, que admitiu ter tido um rápido romance com Maluma.

DJAVAN & JORGE DREXLER
O uruguaio Jorge Drexler tornou-se conhecido mundialmente depois que sua canção “Al Otro Lado Del Río” venceu o Oscar de melhor canção original em 2005, algo até então inédito para uma música em espanhol. Em 2019, Drexler compôs uma versão em espanhol para “Meu Romance”, do alagoano Djavan. Batizada de “Esplendor”, a faixa ganhou videoclipe e dueto protagonizado por ambos, firmando a parceria entre o brasileiro e o uruguaio.

Raphael Vidigal

Fotos: Portal Shakira/Divulgação; e Sony Music/Divulgação, respectivamente.

Compartilhe

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on linkedin
LinkedIn
Share on email
Email

Comentários pelo Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Recebas as notícias da Esquina Musical direto no e-mail.

Preencha seu e-mail:

Publicidade

Quem sou eu


Raphael Vidigal

Formado pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, atua como jornalista, letrista e escritor

Categorias

Já Curtiu ?

Amor de morte entre duas vidas

Publicidade